Cidades Inteligentes5 projetos urbanísticos que tornaram as cidades mais sustentáveis em 2019

janeiro 6, 2020
http://payparking.com.br/wp-content/uploads/2020/01/5-projetos-urbanisticos-2019.jpg
Menos carros nas ruas — e mais árvores, energia compartilhada e painéis solares. Confira algumas das inovações urbanas do ano passado.

Fonte: Época Negócios

Cidades sustentáveis. Casas e edifícios que compartilham energia. Menos carros nas avenidas, estradas, rodovias e ruas — e mais árvores, mobilidade sustentável e painéis solares. Parece o futuro? Segundo a Fast Company, o futuro das cidades já começou.

Confira abaixo algumas das inovações urbanas sustentáveis de 2019.

1. Copenhague abriu a pista de esqui na usina CopenHill
Além de oferecer eletricidade a 150 mil moradias, agora como parte do compromisso da cidade dinamarquesa de ser neutra em emissão carbono até 2025, a CopenHill, usina de uso múltiplo, foi aberta para o público.

Em Copenhill, na capital dinamarquesa Copenhague, atividades de lazer como o esqui são combinadas ao caráter sustentável da usina (Foto: Divulgação/Bjarke Ingels Group)

Na cobertura da usina será possível caminhar, esquiar e escalar uma parede de 90 metros no exterior.

2. Amsterdã criou um bairro flutuante com casas autossuficientes

Cidade flutuante da Space & Matter em Amsterdã (Foto: Divulgação/Space & Matter)

A mudança climática ameaça inundar cidades em todo o mundo, e Amsterdã está se preparando para o futuro com um bairro flutuante. O local, que foi projetado pelo escritório de arquitetura Space & Matter, possui casas equipadas com painéis solares em seus telhados, baterias no porão e uma rede que conecta cada casa com os seus vizinhos — para que os moradores possam trocar energia. Os edifícios também têm telhados “verdes”, onde os proprietários podem cultivar plantas e a água utilizada vai para uma biorrefinaria para ser transformada em energia.

3. Trondheim construiu um edifício super eficiente em energia

Powerhouse Brattørkaia, criada pela Snøhetta (Foto: Divulgação/Snøhetta)

Trondheim, na Noruega, é uma cidade de extremos: no inverno, tem cinco horas de luz durante o dia; no verão, são 20. Então, a cidade estreou o edifício Powerhouse Brattørkaia, construído pelo escritório de arquitetura global Snøhetta, o local tem painéis solares que coletam energia durante o verão e a armazena para ser utilizada no inverno, quando o céu é mais escuro.

4. Miami recompensa moradores que se locomovem sem usar o carro

Miami, nos Estados Unidos (Foto: Joe Raedle/ Getty Images)

Como outras cidades, Miami tem um problema de trânsito e, para tentar reduzir o uso de carros — e colaborar com o meio ambiente —, lançou o aplicativo Velocia. O app funciona da seguinte forma: o usuário recebe uma recompensa (bônus em sua próxima viagem) toda vez que usar bicicleta, compartilhar carro ou optar por transporte público.

5. Oslo transformou estacionamentos de carro em algo sustentável

Oslo, Noruega (Foto: Wikipedia)

A capital norueguesa removeu mais de 700 vagas de estacionamento do centro da cidade. Substituiu as vagas por ciclovias, plantas, pequenos parques e bancos. O esforço não apenas ajuda as pessoas a se locomover sem tráfego, mas melhora a qualidade do ar, ajuda a combater as mudanças climáticas e melhora a qualidade de vida.